Conforme nossa Política LGPD, os dados aqui tratados serão disponibilizados de acordo com a regulação dos procedimentos preliminares e contratuais, bem como com base na outorga do consentimento. Você deverá concordar com os termos da presente aplicação, estando plenamente ciente da criticidade dos dados aqui envolvidos, bem como quais são as suas responsabilidades na qualidade de cliente titular.
Veja a seguir algumas informações relevantes para a sua empresa.

Resposta para pensão por morte na hora? Confira.


A pensão por morte é um benefício previdenciário pago aos dependentes do segurado falecido, previsto na Constituição com a finalidade de proteção da família do segurado após sua morte. Este benefício tem caráter substitutivo do salário ou benefício do segurado que veio a óbito.

Contudo,  o INSS pode demorar em dar uma resposta sobre a concessão ou negação do pedido. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBPD) em março deste ano haviam 224.925 pedidos em análise e em abril 67.277. 

Resposta rápida da solicitação

Tentando melhorar esta espera, um sistema para agilizar a análise de pedidos está sendo elaborado pelo INSS em parceria com a Dataprev e a Escola Nacional de Administração Pública (Enap). Ainda não há uma data para ser lançada uma nova tecnologia, mas espera-se para o último trimestre deste ano.

De acordo com a Secretaria de Previdência Social a espera média em todo Brasil chega a 39 dias. Porém, há casos que podem esperar anos para ter uma resposta. 

A expectativa é de que a pensão por morte seja concedida na hora, caso a documentação esteja de acordo com os requisitos.Caso haja pendências,  a pessoa será informada na hora e saberá quais informações ou documentos devem ser complementados. 

Como funciona?

Mas como funcionaria  essa ferramenta? De acordo com o INSS, desde o ano passado a tecnologia de reconhecimento óptico de caracteres (OCR) nos requerimentos de pensão por morte vem sendo aplicada. Essa tecnologia permite identificar em quais pedidos já foram anexadas certidões civis (casamento, nascimento e óbito)  e estes documentos são vitais para análise dos benefícios, na maioria dos casos.

Portanto, quando o sistema não identifica a documentação já anexada ao pedido de pensão, ou detecta qualquer pendência, emitirá as exigências na mesma hora, evitando mais espera. Caso esteja tudo correto e de acordo com os requisitos, a resposta sai na mesma hora.

Isso evita que a pessoa que solicitou o pedido fique esperando semanas para ser o mesmo seja analisado e só depois procurar os documentos e anexar ao processo e entrar em outra fila de espera. a expectativa é de que a utilização de inteligência artificial possa, de fato, ajudar a destravar as concessões de pensões por morte.

Fonte: JornalContábil | 20/07/2021